"Feliz daquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina"!
(Cora Coralina)

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Toalha bordada Júlia

A dona desta toalha é uma linda bailarina, por isso que bordei a sapatilha.
Copiei esta poesia ( eu senti o mesmo que fala na poesia quando a vi dançar pela primeira vez) para dar de presente junto com a toalha:
A bailarina girou girou
E seu corpo exteriorizou uma bela expressão
Foi uma expressão mais pura mais interior
De minhas mãos explodiram palmas de contentamento e de agradecimento.

Que bom! Que bom é saber que existem bailados tão bonitos
Como essa dança que teu corpo expõe.

Que bom é saber. E melhor ainda
Que bom é poder ver. Que a expressão de teu copro existe
E se perpetua para todos Quantos a vêem
E se enleiam nesses ditos que teu corpo canta.

(J.D.V.B para Marika Gidali em 1981, após assistir ao ballet "Qualquer maneira de amor vale amar")